Famílias das regionais Matriz e Cajuru recebem crédito alimentar

0
139

A semana começou com a despensa cheia na casa do jardineiro José Ferreira da Silva Filho, morador da Vila Torres. Ele é o chefe de uma das 199 famílias da Regional Matriz contempladas com o crédito alimentar no valor de R$ 70 para a compra de mercadorias nos Armazéns da Família.

O crédito alimentar é oferecido pela Prefeitura para compensar a falta de alimentação nas unidades escolares durante a paralisação das aulas, decretada em função da pandemia de coronavírus.  

José e a esposa estiveram no último sábado (4/7), no Armazém da Família Vila Torres, onde compraram carne, linguiça e itens da cesta básica para garantir alimentos saudáveis para os filhos.

“Sem a comida servida na escola e com pouca oferta de trabalho estava difícil manter a família alimentada. Foi uma ajuda importante”, disse José Ferreira da Silva Filho, pai do estudante Luan Gabriel, da Escola Municipal Vila Torres.

Além da Matriz, outras 1.539 famílias da Regional Cajuru também tiveram seus nomes cadastrados no sistema dos Armazéns da Família, e, desde o último sábado, já podem retirar o valor em mercadorias.

A partir desta terça-feira (7/4) o benefício será estendido às famílias das regionais Pinheirinho, Portão, Boa Vista e Boqueirão.  

Os contemplados poderão fazer as compras até o fim deste mês, em qualquer um dos 34 Armazéns da Família, que estão funcionando de terça-feira a sexta-feira, das 8h45 às 17h15, e nos sábados, das 8h45 até 13h.

Merenda escolar

O crédito alimentar atende às famílias em situação de vulnerabilidade social inscritas no programa Bolsa Família do governo federal, com filhos matriculados em unidades escolares do município.

“Curitiba é maior que seus desafios e com estas medidas estamos garantindo alimentação para quem mais precisa”, afirma o prefeito Rafael Greca.

Cestas básicas

Para famílias das regionais Santa Felicidade, Bairro Novo, CIC e Tatuquara foram entregues, entre quinta e sexta-feira, 5.916 cestas básicas. Os kits foram retirados pelas famílias em unidades escolares.

Somados aos créditos para aquisição das mercadorias nos Armazéns da Família, serão beneficiados cerca de 17 mil estudantes, pertencentes a 11.400 famílias da cidade.

A mudança na forma de repassar os alimentos, com os créditos assegurados para as compras em qualquer um dos 34 Armazéns da Família, aconteceu para evitar aglomerações, melhorar a logística para as famílias e para a Prefeitura e agilizar a entrega dos benefícios.

Como fazer

Para ter acesso ao crédito de R$ 70, o responsável da família deverá ir a uma das lojas com o seu CPF e carteira de identidade. Também terá que assinar documento, certificando que recebeu o crédito.

Caso o responsável não possa fazer a compra, outro membro da família poderá realizá-la em seu nome. Para isto, deve levar documentos pessoais e do responsável da família, além de assinar um termo de recebimento do benefício.

Quem recebe?

Para ter direito ao benefício, a família precisa ter filhos em escolas municipais, Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) ou Centros de Educação Infantil (CEIs) contratados, e que, comprovadamente, estejam cadastradas no programa Bolsa Família.

O responsável deverá levar o CPF ou a carteira de identidade. Também precisa ter o nome do estudante matriculado e nome da instituição de ensino, para conferência dos dados.

Informações da Agência de Notícias da Pref. de Curitiba

DEIXE UMA RESPOSTA